Fundada a 26 de julho de 1984, a Ovibeira é uma entidade de Direito Privado sem fins lucrativos que tem como finalidade a defesa dos interesses dos produtores de ovinos, caprinos e bovinos, seus associados, no campo técnico, económico e legislativo, através do acompanhamento sanitário e alimentar, tipificação e melhoramento rácico, participação na elaboração das medidas legislativas que afetam o setor, salientando-se a reestruturação dos organismos estatais de intervenção.

 

É uma associação de grande importância económica na região e tem um significado muito relevante na identidade cultural da vida rural. Os ovinos e caprinos são as espécies mais exploradas na região e atingem cerca de 140 000 animais, seguem-se os bovinos de carne com cerca de 20 000 e por fim os bovinos de leite com aproximadamente 2 000 animais. Estes efetivos encontram-se distribuídos por 1 500 explorações agrícolas, que são visitadas regularmente pelo médico veterinário, garantindo assim que a região tenha um estatuto sanitário recomendável. A atividade pecuária emprega cerca de 4 000 pessoas, sendo em muitos dos casos explorações de cariz familiar e a única fonte de rendimentos.

 

Neste sentido, a Ovibeira presta apoio a estas explorações, promovendo e esclarecendo os seus cerca de 2 688 associados, incentivando a produção de leite e carne e o seu melhoramento qualitativo, uma vez que a área de atuação da associação é considerada privilegiada para o efeito.

 

Colabora com as entidades competentes na definição de políticas sectoriais aos produtores seus associados, bem como na política de preços, promovendo o redimensionamento e a rentabilização das explorações agrícolas, adequadas à integração da agricultura portuguesa na U.E., cuida da promoção sócio-profissional dos seus associados, desenvolvendo ações na área da sua atuação que protejam os agricultores em geral, independentemente da sua qualidade de associado e promovendo a conservação e melhoramento das raças autóctones locais. 

Órgãos Sociais

Mesa da Assembleia Geral

 

Presidente: Paulo Fernando Ribeiro de Mendonça Baptista, associado n.º118.

Vice-Presidente: Artur Manuel Barata Lopes, associado n.º1739.

Secretário: Sociedade de Agricultura Grupo do Valongo, associada n.º78, representada por Luís de Melo Giraldes Pereira de Figueiredo.

Suplente: Carlos Alberto Ribeiro da Cunha, associado n.º1966.

 

Direção

 

Presidente: Vítor Manuel Pires Carmona, associado n.º 655.

Vice-Presidente: Ricardo Alberto Mendes Vera Estrela, associado n.º 2425

Vice-Presidente: Herdade das Corgas - Sociedade de Agricultura de Grupo, Lda., associada n.º494, representada por Aníbal Manuel Pires Neves Barata.

Secretário: Sociedade Olivícola e Pecuária Jubesa, Lda., associada n.º690, representada por Maria Salomé Gorjão Maia Neves Grilo.

Vogal: Sociedade Agropecuária Monte dos Atoleiros, Lda., associada n.º2188, representada por Paulo José Valente da Cunha.

Vogal: Tapada da Fonte, Sociedade Agropecuária e Florestal, Lda, associada n.º 2801, representada por Pedro Miguel Mateus Custódio.

Suplente: Luís M. Machado Brito Coutinho Dias, associado n.º209.

 

Conselho Fiscal

 

Presidente: Sociedade Agrícola dos Montes da Cardosa e Conchegada, Unipessoal Lda., associada n.º24, representada por Nuno Manuel Campos Marques Proença.

Associado: Sociedade Agrícola do Couto de Penha Garcia, associada n.º781, representada por Francisco de Noronha Galvão Franco Frazão.

Associado: Sociedade Agropecuária Cunha e Folgado, Lda., associada n.º183, representada por Sérgio Joaquim Carvalho Carreiro Folgado.

Suplente: Ribeiro da Azinheira - Sociedade Agrícola, Lda., associada n.º44, representada por Rui Manuel Duarte Lopes.

Apoios: